O Snapchat pode sobreviver ao Instagram?

Para uma empresa ser bem sucedida, ela precisa oferecer um produto de qualidade por menos do que o consumidor pode pagar. Porém, existe outro ponto chave nessa equação: ela não pode ser copiada.

Claro, ser ou não ser copiado está fora do alcance de qualquer um. É inevitável que um bom produto seja copiado uma hora ou outra, porém o que não pode ser copiado é uma boa estratégia. O Google, por exemplo, foi copiado várias vezes. O Yahoo e o Bing são, essencialmente, o mesmo produto, mas a estratégia do Google utiliza a sua imensa capacidade de coletar dados para melhorar os seus produtos de formas que os seus concorrentes não conseguem. Ele não pode ser copiado.

Este não é o caso do Snapchat. Suas principais características são copiadas pelo Facebook e os números falam por si. O crescimento do Snapchat diminuiu 82% com o lançamento do Instagram Stories e, agora em Abril, o Instagram Stories ultrapassou os 161 milhões de usuários do Snapchat com os seus 200 milhões de usuários.

Isso significa o fim do Snapchat? Não. O Snapchat continua com duas importantes lideranças: seu tempo de uso por usuário é bem maior que o do Instagram e, a mais importante de todas, ele ainda é líder quando se trata de adolescentes (com quem a marca foi construída desde o início).

Estes diferenciais são muito importantes para o Snapchat, mas para sobreviver ao Instagram Stories a empresa precisa repensar a sua estratégia. Ter um bom produto não é mais o suficiente, os diferenciais do seu produto não podem ser copiados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *